Meu menino, meu amigo, meu amor...

Meu nome é Valquiria Savitt, tenho 35 anos e sou mãe do coração do Arthur desde os 5 anos de idade dele. Dormi e de repente acordei mãe e descobri um mundo novo do qual eu nem imaginava. Quando tomei a decisão de morar com meu esposo sabia que ele tinha um filho, mas não fazia ideia de que era uma criança tão agitada e que vinha com uma enorme bagagem. Toda feliz disse: que lindinho, traga ele que crio... e me apaixonei. O Arthur era bem carente, então se apegou fácil. Havia sofrido várias rejeições desde o ventre até os quatro anos. Ele não sabia abraçar, não sabia fazer carinho. Logo no começo pude perceber algumas diferenças na pirraça, no jeito que tinha de dominar o pai que se sentia culpado e tentava suprir fazendo as vontades do filho, que não comia sozinho, que bebia achocolatado o dia todo e rolava no chão quando não lhe davam algo. 

Quando fui até a escola da qual ele estava matriculado para pedir transferência para o bairro eu morava, que susto: tão pequeno e já tinha passado por várias escolas, agredia professores, alunos, não conseguia ficar dentro da sala de aula. Socorro e agora? Podia voltar atrás ou melhor deixa-lo para trás, afinal não era meu biológico, mas resolvi ir em frente e ali começou a minha maior batalha. Eu x Arthur...Ou Ele me vencia ou Eu vencia Ele... E já se passaram 6 anos dessa Guerra da qual o Amor Venceu...Meu Filho hoje com 11 anos e é um Vitorioso. A maior Batalha dele não era contra mim, mas contra Ele mesmo. Aprender a se dominar e no começo era um contra o outro, mas seis anos depois somos nós dois contra o TOD!

 

paisagem