Passeio fim de semana

Postado por em 03/12/2017

Programei um sábado diferente para meu filho, um casal amigo e suas duas filhas. Não trabalharia no sábado, então decidi levar meu filho para um passeio na cidade vizinha: conhecer o Museu do Boneco, assistir um espetáculo e depois levá-lo ao shopping. Em casa percebi que ele não queria fazer o passeio, pois só pensa em computador, mesmo assim tomou banho e fomos. Quando estávamos vendo os bonecos, pois trata-se de um Museu, ele pediu um chocolate e eu expliquei que não compraria, pois iríamos no shopping e lá eu compraria. Ele não aceitou, saiu do local e foi para o carro que estava estacionado duas quadras. Eu decidi não ir atrás e fui para o espetáculo. Apesar de achar lindo e interessante os bonecos, dentro de mim nada estava bem. Eu orava e pedia que ele aparecesse e que sentasse para assistir o teatro. O marido da minha amiga foi buscá-lo, mas ele não veio. Após uns 20 minutos ele apacereu e como é alto e o local pequeno as pessoas sentadas no chão não conseguiam ver o espetáculo, tentei dissuadi-lo a sentar ao meu lado, mas ele não quis. Foi ao lado do palco e começou a puxar o cenário. Neste momento levantei apressadamente e o convenci a sair dali. Eu fui na frente e quando cheguei lá fora ele não estava comigo. Voltei para o teatro e ele estava novamente puxando o cenário. Eu conversei e o levei para fora. Pedi para uma das mulheres que estavam na porta avisar meus amigos que eu estava indo embora e voltei para minha cidade. Fui tempo todo sem falar com ele e chorando. Me sentia tão frustrada e triste que optei por não dizer nada, se não acabaria me arrependendo. Foi assim que terminou meu planejamento de um sábado diferente.

paisagem