Hora de acordar? Ah, não!

Postado por em 07/09/2015

Pesquisa avalia por que algumas pessoas não funcionam muito bem pela manhã


Pi-pi-pi-pi! Triiiiiiiim! Como toca o seu despertador? Não importa muito: aposto que vários leitores já desejaram que a hora de acordar não chegasse tão cedo. É verdade que tem muita gente que não gosta de levantar junto com o Sol e prefere dormir até mais tarde, mas também existem pessoas que gostam mesmo é de madrugar e realizar suas atividades de manhã bem cedo. Por quê? Um estudo da Universidade de São Paulo tenta responder essa questão comparando os hábitos de moradores de zonas urbanas e rurais.


Tem gente que não gosta de acordar cedo e, quando precisa, acaba ficando sonolenta e sem disposição pela manhã. (foto: Tomas / Flickr / CC BY-NC 2.0 )


O biólogo Mario Pedrazzoli, que liderou a pesquisa, decidiu investigar por que algumas pessoas se sentem melhor do que outras pela manhã – o que os cientistas chamam de preferência diurna. “Avaliamos até que ponto isso é influenciado pela vida nas cidades, onde se tem grandes quantidades de iluminação artificial”, conta. “Já no campo, o ritmo das atividades é ditado pelo nascer e pelo pôr do sol, o que modifica os horários”.

Provavelmente, alguém que vive em zonas rurais mais remotas vai dormir quando anoitecer, mas o mesmo não acontece com os moradores da cidade grande, que podem ler ou assistir TV até mais tarde com a ajuda da eletricidade.


Em áreas rurais, as pessoas tendem a despertar ao amanhecer e ir dormir pouco depois do pôr do sol. (foto: Torley / Flickr / CC BY-SA 2.0 )


Para fazer esse estudo, os pesquisadores aplicaram um questionário com perguntas básicas sobre os hábitos dos moradores das cidades de São Paulo, no Brasil, e de Londres, na Inglaterra. O objetivo era comparar as respostas com as da população da pequena cidade de Baependi, município rural localizado no sudeste de Minas Gerais, e avaliar a que horas as pessoas que vivem nesses locais preferem realizar suas atividades.

Os resultados mostraram que as pessoas que vivem nas áreas urbanas são menos ativas de manhã do que as que vivem nas zonas rurais. “Nas cidades, os dias são mais escuros e as noites, mais claras – isso quer dizer que a população fica acordada até mais tarde e, no dia seguinte, também tem a necessidade de despertar tardiamente, mas os compromissos matinais impedem”, resume Mario.


Nas grandes cidades, como São Paulo, a iluminação artificial é um convite para ficar acordado até mais tarde. (foto: Diego Torres Silvestre / Flickr / CC BY 2.0 )


Para os cientistas, isso está gerando um problema de saúde pública, que é a privação do sono. “As pessoas estão dormindo muito pouco nas cidades”, alerta o biólogo. “Esse mau hábito pode gerar problemas mais sérios como obesidade, perdas de memória e até diabetes”.

O próximo passo da pesquisa é estudar até que ponto características genéticas (ou seja, passadas de pais para filhos) são responsáveis por determinar se um indivíduo é mais bem disposto durante a manhã ou mais tarde. “Queremos estudar o genoma de populações específicas e entender por que essa diferença ocorre”, adianta Mario.

Dormir bem à noite é essencial para manter saúde em dia. Então, mesmo que você não goste de ir deitar cedo, o ideal é respeitar as necessidades de seu organismo e ir dormir em um horário razoável, para poder dormir bastante!

Valentina Leite, estagiária do Instituto Ciência Hoje


Fonte - http://chc.cienciahoje.uol.com.br/hora-de-acordar-ah-nao/

paisagem