A terapia e informações sobre TDO

Kelly Regina de Pinho – Psicóloga -  Especialista em Casal e Família – Clínica Life: 17 3021 2999.

marcador 1.O que é Transtorno Desafiador Opositivo (TDO)?

O transtorno desafiador opositivo consiste de um padrão persistente de comportamentos negativistas, hostis e desafiadores na ausência de sérias violações de normas sociais ou direitos alheios e se caracteriza pela ocorrência freqüente de pelo menos quatro dos seguintes comportamentos: perder a paciência, discutir com adultos, desafiar ativamente ou recusar-se a obedecer a solicitações ou regras dos adultos, deliberadamente fazer coisas que aborrecem outras pessoas, responsabilizar outras pessoas por seus próprios erros ou mau comportamento, ser suscetível ou facilmente aborrecido pelos outros, mostrar-se enraivecido e ressentido, ser rancoroso ou vingativo e baixa autoestima.

marcador 2. Em que período costuma ocorrer esse tipo de problema?

A fim de se qualificarem para o Transtorno Desafiador Opositivo, os comportamentos devem ocorrer com mais freqüência do que se observa tipicamente em crianças de idade e nível de desenvolvimento comparáveis e deve acarretar prejuízo significativo no funcionamento social, acadêmico ou ocupacional. 

marcador 3. Quais atitudes das crianças podem levar a esse diagnóstico?

Os comportamentos negativistas ou desafiadores são expressos por teimosia persistente, resistência a ordens e relutância em comprometer-se, ceder ou negociar com adultos ou seus amigos. O desafio também pode incluir testagem deliberada ou persistente dos limites, geralmente ignorando ordens, discutindo e deixando de aceitar a responsabilidade pelas más ações. Por estes comportamentos serem comuns a algumas  fases do desenvolvimento das criança fica mais difícil para os pais e profissionais diagnosticarem o transtorno desafiador opositivo.  A hostilidade pode ser dirigida a adultos ou a seus amigos, sendo demonstrada ao incomodar deliberadamente ou agredir verbalmente outras pessoas, em geral sem a agressão física mais séria. As manifestações do transtorno estão quase que invariavelmente presentes no contexto doméstico, mas podem não ser evidentes na escola ou na socialização como um todo.  Os sintomas do transtorno tipicamente se evidenciam mais nas interações com adultos a quem a criança conhece bem, podendo assim não serem perceptíveis durante o exame clínico.   

marcador 4. Quais profissionais podem auxiliar no tratamento?

O tratamento é multidisciplinar, isto é, psicoterapia, psiquiatria, neurologista, psicopedagoga e terapia ocupacional.

marcador 5. Os profissionais direcionam o tratamento para trabalhar quais aspectos das crianças?

Trabalhar a elevação da autoestima, autoimagem, autoconfiança e re-significação de alguns conceitos pré-formados pelas crianças com TDO são tratamentos muito importante. É um transtorno pouco divulgado.

marcador 6. Qual sua opinião sobre as escolas? 

As escolas também têm dificuldades para construir um ambiente estruturado para receber as crianças com TDO (Transtorno Desafiador Opositivo).

marcador 7. O que você pode dizer aos pais que tem um filho com TDO?

Aos pais digo que, apesar  da situação difícil em aceitar que seus filhos estão com dificuldades que vão além dos nossos esforços, é importante percebermos e recorrermos aos profissionais o quanto antes, pois isso ajudará não só a criança, mas também aos seus papéis de pais, enfim a família como um todo.
paisagem