A mãe que chora...

Olá, muito prazer... eu sou uma mãe que chora por uma filha de 8 anos com TOD e TDAH, diagnosticado aos 5 anos por um pediatra que fez uma especialização em psiquiatria... Eu sou a mãe que chora, que se sente impotente, que não sabe mais o que fazer para ajudá-la...Moro numa cidadezinha no interior de Minas Gerais, onde não há psiquiatras infantis (exceto esse que fez essa especialização, mas não tem muita experiência), não há neuropediatras e quase ninguém sabe o que é TOD. Eu sou a mãe que chora, que não sabe o que fazer na hora das crises, quando ela diz que sou a pior mãe do mundo... que gostaria de morar em um orfanato...que sou um lixo de mãe... quando diz coisas apenas para me ferir...Eu sou a mãe que chora, com baixa renda, sem condições de pagar as terapias semanais, porque como eu disse, aqui quase ninguém conhece TOD, e a única psicóloga que conhece, não atende pelo plano que temos, já trocamos de psicóloga 4 vezes, buscando um resultado positivo, alguém que saiba do que se trata...Eu sou a mãe que chora, que procura incessantemente um tratamento que ajude minha filha ... nosso relacionamento é como se "eu estivesse pisando em ovos", basta uma palavra pra que se instale uma nova crise... e elas são diárias, frequentes...mesmo com a medicação as crises não diminuem, ela toma dois medicamentos... mas já tomou outros três e nada a ajudou. Eu sou a mãe que chora, quando acordo depois de um dia de crise forte como a de hoje... realmente me sinto um lixo de mãe... sou a mãe que chora, que erra, que nem todas as vezes consegue se controlar quando ela está descontrolada... as vezes não posso ser seu porto seguro, pois eu mesma não sei lidar com isso...Aguardamos ser chamadas por um hospital em Belo Horizonte (CEPAI), onde fizemos uma triagem, lá oferece tratamento psiquiátrico, mas ainda não há vagas disponíveis... enfim eu sou a mãe que chora, que sonha um dia acordar e se ver livre desse transtorno demoníaco que tanto nos faz sofrer...

paisagem