Boas notícias

Postado por em 13/08/2017

É bom escrever sobre coisas positivas e hoje será assim, pois meu filho melhorou em casa, nosso relacionametno está bom. Acredito que os medicamentos estão  quase corretos e eu estou mudando minha forma de lidar com ele. Mantenho a calma, mudo o foco quando percebo ele nervoso, mantenho tom baixo, combino tudo antes com ele, por exemplo, se vamos sair eu já falo sobre o ambiente, como será e quando percebo que chegou no limite dele, venho embora e estou admirada com o resultado. Sobre medicamento eu fiz uma experiência e levei em um psiquiatra que fica em uma cidade vizinha e gostei do que ele disse e como falou com meu filho. Ele não tirou nenhum medicamento, mas acrescentou outro e vamos aguardar uma próxima consulta para concluir melhor se devo trocar de profissional ou não.

Na escola sinto ele mais aberto a aceitar a profissional que vem auxiliando ele (professora auxiliar), pois ele não a aceitava. Dizia que ela o tratava como bebê e não queria ela perto dele, mas percebo que finalmente parece dar uma chance a ela. Conversei muito com ele sobre desperdiçar as oportunidades que a vida nos dá. Ele não fica na escola até a última aula, mas eu decidi não sofrer com isso, acredito que tudo tem seu momento certo e sei que um dia ele ficará. Esta certeza tem me ajudado a superar as minhas expectativas em relação a ele. Eu já disse muitas tolices a ele em relação a isso e não quero mais piorar a forma como ele se vê. Quero que ele goste dele, que enxergue o quanto é maravilhoso, então não posso mais ficar reforçando os pontos negativos dele. Quero mostrar a ele que apesar das dificuldades ele é uma pessoa excelente, sei que isso refletirá no futuro dele. Estamos enfrentando juntos estas dificuldades e um dia chegaremos lá...Confio plenamente nisso! 

 

paisagem